Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

1. Dia (Dom) – Recife / Tour Histórico / Olinda

Imagem
Em 1637, Maurício de Nassau assumiu o governo de Pernambuco. Liderou uma revolução urbana no Recife: muitas ruas e pontes foram construídas. Visitaremos a cidade, incluindo a Praia e Igreja de Boa Viagem, Rios Capibaribe e Beberibe e suas pontes, Capela Dourada. Passagem pelo Forte das Cinco Pontas, Ruas do Sol e da Aurora, Forte do Brum, Pátio de São Pedro, Campo das Princesas, Ponte Maurício de Nassau (local da mais antiga do Brasil). Visitaremos Olinda, Capital de Pernambuco até 1937, possui importante conjunto arquitetônico colonial e por isso em 1982 seu centro histórico foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, Cidade Monumento Histórico e Artístico Universal.

2. Dia (Seg) – Recife / Porto de Galinhas / Maceió

Imagem
O litoral norte alagoano possui bancos de recifes de corais, extensos coqueirais e praias primitivas> Maragogi é a última parada do litoral de Alagoas, especial para amantes de mergulho, se localiza a 136Km da capital Maceió. Os turistas podem pegar um barco às chamadas Galés, que são arrecifes ricos em flora e fauna. Os guias dizem que Maragogi tem o maior banco de corais contínuo da América. Corais com muitas tonalidades dão um colorido especial às águas. Durante a maré baixa a água não passa de 1,5m de altura. Chegando às piscinas nos encontraremos num aquário natural gigante repletos de peixes e outros animais marinhos. Para os que gostam de mergulhar, os guias alugam usualmente snorkels e óculos de mergulho, imperdível.

3. Dia (Ter) – Maceió / Marechal Deodoro / Praia do Francês

Imagem
Pela manhã visita Marechal Deodoro, cidade histórica a 31 Km de Maceió com importante patrimônio arquitetônico, artístico e religioso do Brasil colonial. A cidade foi fundada em 1522 e construída entre o oceano e a Lagoa Manguaba. Aqui nasceu o Mal. Deodoro da Fonseca, proclamador da República e primeiro presidente do Brasl. Os estilos Barroco e Colonial foram cuidadosamente preservados nos prédios, igrejas e casario. As principais atrações são o Convento de S. Francisco (1684), a Igreja Matriz de N.S. da Conceição (1755) e o Museu de arte Sacra, instalado em convento franciscano do séc. XVIII. A lagoa Manguaba possui ilhotas de mangue com passeios de barco e bares. Em seguida, iremos à Praia do Francês com suas águas tépidas e cristalinas.

4. Dia (Qua) – Maceió / Foz de São Francisco + Tour Histórico / Penedo.

Imagem
Após café a manhã, seguiremos de escuna rumo à paradisíaca Foz do "Rio São Francisco" com suas águas profundas e verdes. Para sentir de perto o fascínio do velho "Chico" é preciso encontrar o rio, navegando através de suas correntezas, observando a “cidade rochedo” que surge imponente, com seu patrimônio arquitetônico e cultural. O Rio São Francisco é um ícone que faz parte da cultura do povo de "Penedo". Realizaremos a pé visita histórica por Penedo que é um Forte Histórico onde a arquitetura, paisagens e cultura estão bem preservadas. Caminhar pelas ruas calmas da cidade, observando os detalhes arquitetônicos de escolas e estilos como o barroco e o colonial, é o mesmo que viajar no tempo e voltar à época do Império.

5. Dia (Qui) – Penedo / Pirambu / Laranjeiras / Aracaju.

Imagem
Após café da manhã travessia em balsa para Neópoles e prosseguimento para praia de Pirambu para visita às tartarugas do Projeto TAMAR e o Museu da Tartaruga. À tarde visita à Laranjeiras e as igrejas construídas pelos jesuítas no século XVIII: Igreja de Santo Antônio (1701), onde existiu um convento jesuíta, Igreja de Nossa Senhora Comendaroba (1734), Igreja do Sagrado Coração de Jesus (1791), os museus sacro e afrobrasileiro. Compras de artesanato no Mercado Municipal. Sugerimos Forró Cariri à noite.

6. Dia (Sex) – Aracaju / São Cristovão / Mangue Seco / Conde

Imagem
Em Sergipe, a 23 km da capital, está a quarta cidade mais antiga do Brasil: SÃO CRISTOVÃO, primeira capital de Sergipe, posto que perdeu em 1855, quando o então Presidente da Província, Inácio Joaquim Barbosa, transfere a capital para Aracaju. Tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional desde 1939, São Cristóvão desenvolve-se segundo o modelo urbano português. O casario guarda nas fachadas a divisão social do Brasil Colônia. Seguiremos para Mangue Seco, atravessando o Rio Real em barcos. A areia invade os coqueiros e o mar é inesquecível. Ao final da tarde viajaremos para Conde.

7. Dia (Sáb) – Conde / Siribinha / Salvador

Imagem
Dia inteiro para desfrutar a maravilhosa Siribinha, vila de pescadores com passeio de barco pelo Rio Itapicuru, parando para banho em meio às dunas de areias muito brancas. À Barra de Itariri com dunas e coqueiros deslumbrantes. Continuação para pernoite em Salvador.

8. Dia (Dom) – Salvador / Tour Histórico

Imagem
Pela manhã visita histórica percorrendo a primeira capital do Brasil. Salvador de inúmeros pontos turísticos e históricos, dentre eles: o Largo do Pelourinho, com um conjunto arquitetônico colonial dos mais importantes do país; a Igreja São Francisco de Assis (1686), inteiramente revestida em ouro; Igreja do Bonfim (1745), a mais famosa na decoração dos baianos; Paço Municipal; Largo e corredores da Vitória; Teatro Castro Alves, no núcleo primitivo da cidade; Fortes de São Pedro, de São Marcelo e Mont Serrat; conjunto arquitetônico Solar do Unhão, Terreiro de Jesus, Estação Marítima Freire de São Joaquim; Basílica de Conceição da Praia; Mercado Modelo e Elevador Lacerda.

9. Dia (Seg) – Salvador / Morro de São Paulo

Imagem
Pela manhã saída em lancha pela Baía de Todos os Santos, com extensão de 1.100 km2 e mais de 50 ilhas, com destino a Morro de São Paulo. A Ilha de Tinharé tem praias calmas e festas agitadas. Visitaremos o Farol do Morro (1835) e as ruínas da Fortaleza, Antigo Presídio (1630) com observação de golfinhos e do pôr-do-sol.

10. Dia (Ter) – Morro de São Paulo

Imagem
A palavra natureza atinge uma dimensão nova em Morro de São Paulo. Talvez, aqui, você provavelmente experimentará o mergulho mais inesquecível de sua vida com fundos de corais e rica vida marinha. Na Pedra do Moleque, nos paredões de Gamboa e na Ilha de Caitá acontecem os melhores mergulhos. A semi-deserta Praia do Encanto oferece excelente banho e você poderá apreciar os manguezais.

11. Dia (Qua) – Morro de São Paulo / Ilha de Boipeba

Imagem
Após café da manhã, passeio de barco contornando a Ilha de Tinharé, parando em Garapauá na Ilha de Boipeba para banho banho e mergulho nos recifes de corais. Navegaremos pelos rios Cairu e do Inferno, retornando a Morro de São Paulo.

12. Dia (Qui) – Morro de São Paulo / Taipú de Fora

Imagem
Pela manhã sugerimos saída em bugre para Ilha de Boipeba com passeio de barco para Ponta dos Castelhanos, onde desfrutaremos mergulho nas piscinas naturais de Moreré. Encontraremos naufrágio, piscinas naturais, assim como, fazenda de coco. À tarde prosseguimento em bugre até a Ponta do Mutá para travessia e alojamento em Barra Grande. Sugerimos visita ao Morro do Celular com visita da Lagoa e da Praia do Cassange.

13. Dia (Sex) – Taipú de Fora / Barra Grande

Imagem
Pela manhã sugerimos dia inteiro de praia em Taipu de Fora, onde na maré baixa, encontramos belíssimos corais represando a água e formando magníficas piscinas naturais. É um verdadeiro aquário, ótimo para mergulho livre. Sugerimos visita ao Farol de Taipus (76m) com vista panorâmica para as praias voltadas para mar aberto e para Baía de Camamu, Lagoas do Cassange e Azul.

14. Dia (Sab) – Barra Grande / Itaparica / Ilha do Frade / Salvador

Imagem
Pela manhã tomaremos um barco ao ancoradouro do Rio Acarai que liga a Penísula de Maraú a Camamu, onde encontraremos nosso ônibus que nos levará a Ilha de Itaparica (157 km), onde embarcaremos em Escuna, passando pela Ilha de Frade para almoço e banho de mar. Pernoite em Salvador.

15. Dia (Dom) – Salvador

Imagem
A primeira capital federal é uma cidade moderna que conserva um patrimônio arquitetônico importante. Ladeiras estreitas e calçamento pé-de-moleque convivem com avenidas largas e bem sinalizadas. Principal reduto da religião africana no Brasil tem manifestações que misturam candomblé e catolicismo. Os terreiros ficam bem afastados e recomenda-se visitá-los com acompanhamento de guias. Não deixe de almoçar no restaurante Iemanjá e jantar no Sorriso da Dada depois de assistir show folclórico. Dia inteiramente livre..