Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

1. Dia (Domingo) – Recife –Tour Histórico

Imagem
Em 1637, Maurício de Nassau assumiu o governo de Pernambuco. Liderou uma revolução urbana no Recife: muitas ruas e pontes foram construídas. Visitaremos a cidade, incluindo a Praia e Igreja de Boa Viagem, Rios Capibaribe e Beberibe e suas pontes, Capela Dourada. Passagem pelo Forte das Cinco Pontas, Ruas do Sol e da Aurora, Forte do Brum, Pátio de São Pedro, Campo das Princesas, Ponte Maurício de Nassau (local da mais antiga do Brasil). Visitaremos Olinda, Capital de Pernambuco até 1837, possui importante conjunto arquitetônico colonial e por isso em 1982 seu centro histórico foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, Cidade Monumento Histórico e Artístico Universal.

2. Dia (Segunda-feira) – Recife / Tracunháem / Vicência

Imagem Imagem
Pela manhã visitaremos Tracunhaém, um centro de trabalho de artesanato em barro. Esta cidade está situada na zona da mata pernambucana, onde artesãos em cerâmica dominam as atividades econômicas sendo um dos maiores centros de arte em cerâmica de nosso país. Os mestres modelam figuras de santos, animais, objetos decorativos e utilitários da argila. Esta arte do interior com suas raízes é admirada por sua originalidade e criatividade.

3. Dia (Terça-feira) – Engenho Jundiá (Vicência)

Imagem
Iremos ao velho Engenho Jundiá e uma típica escola rural, com possibilidade de montar cavalos, caminhar pela floresta ou praticar vôo de asa delta. Nesta região se pode cultivar desde cana de açúcar até bananas, utilizando os restos da produção de forma criativa em artesanatos utilitários. A banana se converteu popular por seu fácil maneijo e productividade e por ser uma fruta saborosísima, ademais de ser uma planta propícia para o clima do lugar.

4. Dia (Quarta-feira) – Engenho Jundiá (Vicência) / Poço Comprido

Imagem
Visita pela manhã a Poço Comprido (1750), uma velha mansão restaurada. Os Engenhos de cana de açúcar eram auto-suficientes produzindo o açúcar mascavo azúcar negra. A “moita” (o local da maquinaria básica e as instalações para o preparo do açúcar e da cachaça); la casa grande (morada do proprietário e de sua família); a senzala (lugar dos escravos); a capela; e uma escola. Uma característica, ao lado dos canaviais, a terra era reservada para o gado e as culturas de subsistência.

5. Dia (Quinta-feira) – Engenho Jundiá (Vicência)

Imagem Imagem
O Nordeste oferece favoráveis meios para o cultivo da cana de açúcar que chegou a ser uma lucrativa y menos laboriosa atividade. Visitaremos o antigo Engenio Jundiá e una típica escola rural. Com possibilidades de andar a cavalo, caminhar pela la floresta ou praticar vôo livre. Nesta região se pode cultivar desde cana de açúcar até bananas mediante o trabalho manual.

6. Dia (Sexta-feira) – Vicência / Porto de Galinhas

Imagem
Seguiremos com destino a Porto de Galinhas, paraíso que encanta a todos, um dos maiores atrativos de Pernambuco. Paisagem paradisíaca com águas cristalinas habitadas por inúmeros peixinhos coloridos, e repleta de bancos de corais. Um lugar onde a natureza é esplêndida. Visitantes podem tomar uma balsa até as piscinas naturais ricas em fauna e flora. Corais e peixes com muitas tonalidades dão um colorido especial às águas. Uma boa visita é ao Projeto Hippocampus, que cultivam e preservam os cavalos-marinhos, e está aberto diariamente para visitação no Mangue de Maracaípe, que é uma praia vizinha a Porto de Galinhas onde os surfistas encontram boas ondas.

7. Dia (Sábado) – Porto de Galinhas / Olinda

Imagem
Depois do café da manhã, continuaremos a Porto de Galinhas, paraíso que encanta a todos, um nos maiores atrativos turísticos do estado de Pernambuco. Paisagem paradisíaca com águas cristalinas habitadas por inúmeros peixinhos coloridos, rodeada por recifes de corais. Um lugar onde a natureza é esplêndida. Turistas podem tomar uma jangada até as piscinas naturais ricas em fauna e flora. Muitos peixes e corais coloridos dão à água uma coloração especial. Caranguejos e grandes áreas de mangue são comuns em nosso itinerário. Uma boa visita é ao Projeto Hippocampus, que cultivam e preservam cavalos-marinhos, e está aberto diariamente para visitação no manguezal Maracaípe, que é uma praia vizinha a Porto de Galinhas onde os surfistas encontram boas ondas.

8. Dia (Domingo) – Olinda

Imagem
Em 1637, Maurício de Nassau assumiu o governo de Pernambuco. Liderou uma revolução urbana no Recife: muitas ruas e pontes foram construídas. Visitaremos a cidade, incluindo a Praia e Igreja de Boa Viagem, Rios Capibaribe e Beberibe e suas pontes, Capela Dourada. Passagem pelo Forte das Cinco Pontas, Ruas do Sol e da Aurora, Forte do Brum, Pátio de São Pedro, Campo das Princesas, Ponte Maurício de Nassau (local da mais antiga do Brasil). Visitaremos Olinda, Capital de Pernambuco até 1837, possui importante conjunto arquitetônico colonial e por isso em 1982 seu centro histórico foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, Cidade Monumento Histórico e Artístico Universal.